Dinheiro e o cuidar de si.

Sep 16, 2011 by

Há um tempo atrás escrevi sobre a desculpa do tempo para não fazermos certas coisas. Hoje vou falar da desculpa do dinheiro, especialmente quando usamos para nos colocar num papel de vítima passiva da própria sorte.

Algumas pessoas usam da (auto) desculpa de que não possuem dinheiro para cuidar de si. E alguns preferem não gastar com isso (pois acham que não vale) mesmo. Mas outros realmente não tem, e como podemos resolver isso?

Ouso dizer que quem quer, dá um jeito. Aquela velha questão da prioridade.

Mas não serei hipócrita, pois o dinheiro dá sim acesso à serviços e produtos de qualidade. Mas se a falta dele é um problema, veja o que pode fazer sem:

Para dedicar-se à sua saúde psíquica, é preciso querer e se comprometer acima de tudo. E uma dose também de conhecimento sobre o que pode ser feito.

Cuide da saúde do seu corpo. Corpo e mente se afetam mutuamente. Procure aprender sobre as coisas da vida. Aprenda a meditar (é de graça). Faça um diário de sonhos. Desenvolva sua espiritualidade (será que psique e alma não são nomes para a mesma coisa?). E acima de tudo: seja lá o que você faz, faça o melhor possível. Não no sentido de competir com outros, mas sim de dar o seu melhor. Faça seu trabalho buscando os maiores ideais possíveis. Costumo falar que a vida é mais fácil para os corajosos e os esforçados.

Uma sugestão para quem quer ter acesso à um conhecimento que vale ouro, sem gastar muito: www.universidadefalada.com.br

Existem programas terapêuticos em grupo (de baixo custo e alta eficiência) para quem tem problemas com alcoolismo, tabagismo, drogas, compra compulsiva e obesidade.

Em universidades que possuem o curso de psicologia é comum haver programas de atendimento psicológico gratuito, realizado pelos alunos em formação.

E quem tiver mais exemplos sobre isso, por gentileza divulguem nos comentários.

Cuidar de si é mais uma questão de atitude do que qualquer outra coisa…

Esse post é para aqueles que sabem que precisam fazer algo por si, mas que têm se deixado de lado, por se sentirem financeiramente impotentes.

A melhor hora para começar é agora. Coragem!

Um abraço!!!!

Posts relacionados

Tags

Compartilhe

Comentários

Receba as novidades do Terapia em dia por e-mail