A mentirinha nossa de cada dia

Jan 24, 2013 by

A questão entre a fidelidade de um casal vai muito além das relações extraconjugais. Me parece que este é justamente um dos maiores problemas dos relacionamentos amorosos. Pequenos atos de omissão e de mentira para salvar a própria pele (ou poupar a pele do parceiro) vão criando uma grande distância afetiva entre os pares. Nunca vi maior agente de separação do que os segredos! A curto prazo eles podem poupar a relação. A longo prazo, dificilmente isso se aplica.

Os motivos para tantos pontos cegos são muitos, mas normalmente envolve pelo menos um desses dois fatores: uma falta contra o relacionamento ou um companheiro que não respeita a individualidade do outro.

Um dos tipos que mente tende à ser cercado de medos a respeito das consequências de seus desejos. Então ele escolhe o desejo, mas não tem coragem de assumi-lo (ou melhor dizendo, assumir-se). Tão bom seria se todos tivessem a coragem de ser em essência e em aparência a mesma coisa. Talvez a questão do distanciamento que a  mentira provoca nos relacionamentos seja de pouca importância, sendo muitíssimo mais grave o distanciamento que ela causa em nós próprios.

A partir do momento que meu parceiro só pode entrar em determinadas áreas de minha vida aparece um limite. Um muro, que deixa bem claro: você só pode entrar até aqui! E muitos fazem isso não porque possuem um grande segredo para esconder, mas sim porque temem que o parceiro invada seu território e se torne o novo ditador, dizendo quem pode e quem não pode entrar nessa cidade. Enfim, medo de que o outro se transforme no chefe dos sistemas legislativo, executivo e judiciário de seu próprio território.  E que bom seria se ninguém confundisse pessoas com propriedades. Nesse caso o medo é o de fundir-se (e confundir-se), de perda da independência.

Algumas pessoas tem tanto medo disso que quando começam a gostar de alguém logo querem correr para bem longe! Mas aqueles que já se conhecem muito bem não se confundem mais, mesmo se entregando ao amor!

 

Posts relacionados

Compartilhe

Comentários

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *


*

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Receba as novidades do Terapia em dia por e-mail