Pequeno post de domingo a noite…

Sep 27, 2009 by

Anima e Animus

Querendo escrever, mas com o corpo cansado… amanhã colocarei três posts sobre o mito do herói e assim encerrá-lo. Quero escrever sobre essa semana ainda sobre Animus (o masculino na mulher) e a Anima (o feminino no homem). São também arquétipos de maior relevância, e com frequencia podemos observar que quando duas pessoas se interessam uma pela outra frequentemente esses dois arquétipos entram em cena.

Como apaixonar-se por alguém que você não conhece? No começo nossos sentimentos não são justificados pelo o que sabemos ou vemos de real na pessoa que é o objeto de nosso amor. Mas por algum motivo aquela pessoa é digna de receber a projeção de nossa metade desconhecida. E aí aparece aquela vontade de ficar junto. Não estar perto de quem amamos é estar longe de tudo. Falta um pedaço.

Quando tratamos desses dois arquétipos ficamos muito mexidos. Dá o frio na barriga. Tudo acontece. A sensaçao é a perda de controle…

Mas será que essa metade está mesmo fora de nós?

“Se o confronto com a sombra é obra do aprendiz, o confronto com a anima é obra-prima”

Mas em outra hora essa continuo com isso… animus e anima rende um livro! Quero terminar antes os 6 arquétipos que faltam para o mito do herói.

Ahhh mas como é bom falar sobre amor…



Posts relacionados

Tags

Compartilhe

Comentários

  1. Vou tentar responder sua pergunta thiago…
    As pessoas podem se apaixonar por diversas razões. Inclusive a projeção do animus ou da anima não é a melhor delas – se é que podemos comparar quais sao as melhores formas de gostar de alguém.
    O que escrevi no post é sobre uma situação mais específica. Quase um “amor a primeira vista”, aonde você nao sabe nada daquela pessoa e ainda assim fica completamente mexido em relação a ela. É como se faltasse o ar, ou um pedaço de você na ausencia dela. Perde-se o controle.
    Quanto mais você conseguir enxergar como é aquela pessoa na realidade – sem projeções – menor a chance do animus ou da anima participarem do processo.
    Existem mtos conteúdos além desses dois arquétipos que podem ser projetados em alguém. Mas talvez a sensação seja outra, como se você tivesse mais controle de si.
    Outra forma de identificar a presença desses arquétipos é quando esse casal se desentende e a mulher é tomada por uma razão um tanto irracional – e fica como se fosse a dona da verdade mesmo que esteja falando besteiras – e o homem é atingido fortemente em sua vaidade e orgulho – ainda que “ofensa” seja mínima ou inexistente.

  2. Animus e anima é um assunto bem complexo, ainda falarei mais sobre eles. Espero ter respondido sua pergunta.
    Pense que a gente pode se interessar por alguem por diversos motivos – o tal sorriso, a inteligência, aparência, status social, motivos financeiros, interesses em comum, etc. Mas se perder nesse amor… tem mais uma caracteristica de projeção de animus ou anima mesmo.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *


*

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>