Sobre o amor…

Sep 17, 2009 by

amor

Pretendo começar hoje, através de uma poesia falsamente atribuída  a Mario Quitanda uma série de posts sobre o amor.

“Com o tempo, você vai percebendo que para ser feliz com uma outra pessoa, você precisa, em primeiro lugar, não precisar dela.

Percebe também que aquele alguém que você ama (ou acha que ama) e que não quer nada com você, definitivamente não é o alguém da sua vida. Você aprende a gostar de você, a cuidar de você e, principalmente, a gostar de quem também gosta de você.

O segredo é não correr atrás das borboletas… é cuidar do jardim para que elas venham até você.

No final das contas, você vai achar não quem você estava procurando, mas quem estava procurando por você!”


Entendo que ao mesmo tempo em que se trata de um assunto complexo e díficil, é de interesse de todo e qualquer ser humano.

Acredito que todos que buscam terapia estão de alguma forma atrás do reestabelecimento do amor, seja através da capacidade de amar e se entregar a terceiros ou de amar-se e entregar-se a si próprios.

O puro amor é aquele sentimento que nos torna vivos, nos expande, nos preenche… quando o amor traz mais sofrimentos do que alegrias é hora de reavaliar e transformar nossa forma de amar e de buscar amor.

Ou quando nos fechamos para o amor, por medo desse sofrimento a vida fica vazia, pois também não é experimentado a força e a beleza desse sentimento que nos une uns aos outros.


Posts relacionados

Compartilhe

Comentários